Palavras do Dr. Malucelli

Eu tenho atualmente uma das maiores experiências brasileiras e mundiais no tratamento dos diversos tipos de pectus. Iniciei em 1989 e atualmente já avaliamos mais de 2.400 pacientes e já realizamos mais de 460 cirurgias de todos os tipos de pectus.

Nesses 32 anos tive a oportunidade de desenvolver técnicas, de criar materiais cirúrgicos e de praticar e aprender todas as cirurgias descritas na literatura mundial.

Após avaliar cada pessoa e as característica de seu pectus (deformidade torácica) eu escolho quais técnicas empregarei e que, ou foram desenvolvidas por nós nos últimos anos de prática, ou que escolhemos dentre as mais de 30 descritas na literatura médica mundial. Por isso essa associação nós chamamos de “técnicas de Malucelli”.

Fonte bibliográfica – experiência pessoal de 32 anos e últimos eventos mundiais que o Dr. Malucelli participou: encontro mundial do “CWIG” (chest wall international group – grupo mundial que estuda o tratamento dos pectus) na Coreia do Sul em 2013; encontro mundial do “CWIG” na Dinamarca em junho de 2015; Congresso Sul Brasileiro de Cirurgia Torácica (2016), encontro mundial do “CWIG” na Itália, Florença em 2017. Encontro mundial do CWIG – 2018” na Coreia do Sul.

Veja mais em Curriculo Dr. Malucelli

“Cirurgia de Malucelli” + Procedimentos conjuntos

1 Pectus + elevação de rebordos/diminuição da cintura/abdômen

Em nossa estatística de casos de pectus, o Dr. Malucelli percebeu que em praticamente 50% deles ocorre o aparecimento de uma elevação ou alteração da curvatura na região dos rebordos costais que é a parte inferior do tórax, a transição entre o tórax (para cima) e o abdome (para baixo).

Devido a essa alteração o abdome parece estar elevado / globoso / barriga proeminente / costelas elevadas ou dá a impressão de que “falta de cintura, ou a cintura está alargada/ aumentada. O termo “Rib flare” é usado na língua inglesa para identificar essa região.

Portanto, para tratar essas pessoas nós desenvolvemos uma técnica cirúrgica específica que “afina a cintura”, ou seja, solucionamos qualquer curvatura anormal que possa ocorrer nessa região fazendo com que ocorra a diminuição das medidas de sua cintura / do abdômen superior.

Estes procedimentos são realizados sempre em conjunto com o cirurgião plástico de nossa equipe.

Em Mulheres

As imagens abaixo mostram esquematicamente duas mulheres com pectus excavatum (setas vermelhas) e as setas azuis mostram a elevação dos rebordos costais / abdômen elevado / globoso / costelas elevadas / falta de cintura /cintura está alargada/ aumentada. “Rib flare”.

Em Homens

As imagens abaixo mostram esquematicamente dois homens com pectus excavatum (setas vermelhas) e as setas azuis mostram a elevação dos rebordos costais / abdômen elevado / globoso / costelas elevadas / falta de cintura /cintura está alargada/ aumentada. “Rib flare”.

As imagens ao lado mostram esquematicamente como solucionamos os casos descritos anteriormente com a “Cirurgia de Malucelli” a seta vermelha mostra a excavação já corrigida e a placa/barra em posição. A azul correção dos rebordos. A seta verde mostra um dos pontos de sustentação dos rebordos (a pessoa fica acinturada imediatamente).

2 Pectus + diminuição das clavículas

O Dr. Malucelli desenvolveu essa técnica para solucionar especificamente os casos onde além de a pessoa possuir um pectus excavatum ou carinatum ou outro ela também apresentar elevação das cabeças das clavículas.
Utilizando a mesma cicatriz usada na “Cirurgia de Malucelli” ele usa um “drill” (equipamento parecido com aquele utilizado pelos dentistas) para esculpir, diminuir o tamanho da cabeça das clavículas, tendo um resultado estético excelente.

Na imagem a seta vermelha mostra a elevação da cabeça das clavículas. A Azul mostra o pectus excavatum.

Na imagem abaixo a seta verde mostra que com a pequena cicatriz utilizada na “Cirurgia de Malucelli” nós conseguimos acessar e baixar mais de 50% da cabeça das clavículas tanto em mulheres quanto em homens.

3 Pectus + diminuição do manúbrio esternal

Essa técnica é utilizada pelo Dr. Malucelli para solucionar especificamente os casos onde além de a pessoa possuir um pectus excavatum ou carinatum ela também apresenta a região do manúbrio do osso esterno alargada/ elevada.

Utilizando a mesma cicatriz da “Cirurgia de Dr. Malucelli”, ele trata o pectus com o auxílio de um “drill” (equipamento parecido com aquele utilizado pelos dentistas) para esculpir o osso, diminuir sua espessura e/ou o alargamento do manúbrio do osso esterno e dessa maneira conseguir um excelente resultado estético.

4 Pectus + ginecomastia/lipomastia – HOMENS

Ginecomastia é o crescimento anormal de glândulas mamária nos homens, podendo ser devido a patologias, associadas ou não a desequilíbrios hormonais liderados pela síntese das células adiposas (de gordura).

Lipomastia ou pseudoginecomastia é quando ocorre aumento das mamas em homens, mas exclusivamente por acúmulo de gordura (sem glândula mamária).

Isso pode ocorrer em pessoas que utilizam hormônios para desenvolver os músculos peitorais durante a musculação.

Em conjunto com os cirurgiões plásticos de nosso grupo desenvolvemos táticas e algumas técnicas para operar os pectus e fazer ao mesmo tempo a retirada do excesso de glândula mamária em homens e assim solucionar a ginecomastia. Ou fazemos uma lipoaspiração do tórax para eliminar o excesso de “gordura” localizada nessa região ou fazemos as duas cirurgias quando é necessário.

5 Pectus + Afastamento do Músculos Peitorais em Homens

Se durante o exame físico o Dr. Malucelli perceber que o paciente além de ser portador de um pectus ele também apresentar implantação dos músculos peitorais ou abdominais em lugar inadequado (fora da linha média, assimétrico, etc) ele irá recomendar que seja realizada correção disso durante a cirurgia do pectus.

Se a pessoa tiver o desejo de aumentar seus músculos peitorais para que o seu tórax fique mais “desenhado / definido / maior” o Dr. Malucelli e sua equipe desenvolveram uma técnica cirúrgica que permite na mesma cirurgia corrigir o pectus e colocar próteses de músculo peitoral, veja mais abaixo no item 7”.

Estes procedimentos são realizados sempre em conjunto com o cirurgião plástico de nossa equipe.

6 Pectus + Prótese de Mamas em Mulheres

Somos pioneiros em fazer essa cirurgia em conjunto.

Algumas mulheres, além de corrigir o seu pectus, também podem ter o “desejo” de fazer a colocação de próteses de silicone ou de fazer a mudança da angulação dos mamilos (correção de assimetrias), ou a correção de aréolas ou a elevação das mamas sem o uso de próteses.

O Dr. Malucelli e sua equipe desenvolveram táticas e algumas técnicas cirúrgica que permitem na mesma cirurgia corrigir o pectus e colocar as próteses e em alguns casos fazer a correção dos defeitos descritos acima.

Esses procedimentos são realizados sempre em conjunto com os cirurgiões plásticos de nossa equipe. A escolha do tipo, formato, tamanho das próteses fará uma IMENSA diferença no corpo de cada pessoa e

Se a prótese for colocada mais abaixo ela fará com que as mamas/mamilos fiquem mais elevadas. Se o formato for em “gota” também fará com que as mamas/mamilos fiquem mais elevadas e mais naturais.

Se a prótese for ajustável” após a cirurgia ter sido realizada é possível injetar soro e ela ficará no tamanho que a pessoa desejar.

Abaixo foto 1: paciente, mulher, 24 anos, deitada na mesa cirúrgica em anestesia geral, portadora de um pectus excavatum + aumento do volume das cabeças das clavículas com elevação do manúbrio esternal (seta vermelha) + mamas pequenas e com ptose (abaixamento) de mamas (seta azul) + elevação dos rebordos costais (transição entre o tórax e o abdômen) seta verde.

Foto 2: Pós-operatório imediato com a correção das clavículas e do manúbrio, correção do pectus excavatum e correção /aumento das mamas com uso de próteses de silicone.

7 Pectus + Próteses de Músculos Peitorais em Homens

Se a pessoa tiver o desejo de aumentar seus músculos peitorais para que o seu tórax fique mais “desenhado / definido / maior” o Dr. Malucelli, sempre em conjunto com os cirurgiões plásticos de nossa equipe desenvolveram técnica cirúrgica que permite na mesma cirurgia corrigir o pectus e colocar as próteses de músculos peitorais”.

A imagem mostra os diversos tipos / formatos de próteses de músculo peitoral para homens.

Na imagem: a seta azul mostra que com a pequena cicatriz utilizada na “Cirurgia de Malucelli” nosso grupo de plásticos (em casos muito bem selecionados) conseguimos colocar as próteses para aumentar essa região.

8 Próteses de Silicone para “Camuflar um Pectus”

Em Mulheres

1- colocar próteses de mamas com objetivo de “camuflar” um pectus Carinatum praticamente nunca dá bons resultados.

2- colocar próteses de mamas com objetivo de “camuflar” um pectus Excavatum também praticamente nunca dá bons resultados.

Considerações: A colocação de prótese “encima” de um tórax que está “deformado” logicamente deixará as prósteses “tortas” no pectus carinatum elas se voltarão para fora do tórax e no excavatum para dentro do tórax. Ou seja, em ambas as situações as mamas e mamilos ficarão “tortos” e dificilmente a pessoa ficará feliz com esse resultado.

Colocar próteses nesse formato de pectus fará com as mamas fiquem assimétricas (mesmo se forem utilizadas próteses de volumes e formatos diferentes).

Colocar próteses nesse formato de pectus fará com as mamas fiquem voltadas para dentro.

Colocar próteses nesse formato de pectus fará com as mamas fiquem voltadas para fora.

Portanto eu, Dr. Malucelli o que mais recomendo é usar técnica que desenvolvemos para corrigir ao mesmo tempo o pectus e colocar próteses de mamas (naquelas pacientes que tenham essa intenção). Veja mais sobre esse tema no item 6 Pectus + Prótese de Mamas em Mulheres.

Em Homens

1- colocar próteses de músculos peitorais com objetivo de “camuflar” um pectus Carinatum com grau leve pode dar bons resultados MAS nos graus moderados e intensos praticamente nunca dará bons resultados.

Considerações: A colocação de prótese encima de um tórax que está “deformado” logicamente deixará as prósteses “tortas” e voltadas para fora.

2- colocar prótese de silicone na excavação do tórax (no buraco) com objetivo de preencher esse espaço e com isso “camuflar” um pectus Excavatum praticamente nunca dará bons resultados a longo prazo.

Considerações: ocorre que os músculos peitorais e os músculos abdominais se inserem na região medial e inferior do tórax e cada um deles se movimenta para um lado facilitando com que a prótese se “destaque” e fique mais visível.

Além disso o corpo humano se modifica com o passar dos anos, vezes a pessoa está mais forte e outras mais fraco e dessa maneira a prótese colocada irá gerar um mau resultado estético.
A imagem mostra Tipos / formatos de próteses de músculo peitoral para homens.

A Imagem mostra um pectus Carinatum (colocar próteses nesse formato de pectus fará com que os músculos fiquem voltadas para fora) e um excavatum (colocar próteses nesse formato de pectus fará com que as próteses fiquem voltadas para dentro).

A imagem mostra um caso operado (por outros cirurgiões) com a colocação de 2 próteses de silicone para “camufla” dois locais de excavação (circunferências em vermelho) do tórax desse paciente.

Na imagem 2 anos após a cirurgia (feita por outros cirurgiões) de colocação de 2 próteses de silicone. É possível observar afundamentos, desníveis e assimetrias no tórax. Eu, dr. Malucelli atendi esse paciente que estava infeliz com os resultados e após examiná-lo indiquei e fiz uma re-operação onde retirei as próteses e fiz correção do pectus com a “Cirurgia de Malucelli”.

Portanto eu, Dr. Malucelli o que mais recomendo é usar técnica que desenvolvemos para corrigir ao mesmo tempo o pectus e colocar próteses de músculo peitoral (naqueles pacientes que tenham essa intenção).
Veja mais sobre esse tema no item 7- Pectus + Próteses de Músculos Peitorais em Homens

9 Pectus + Lipoaspiração ou lipoescultura

Em alguns pacientes temos percebido que além do pectus eles(as) apresentam gordura localizada em geral na transição entre o tórax e o abdome / cintura ou mesmo somente no abdome.

Para esses casos, dependendo de uma avaliação prévia com fotos e a confirmação em consultório, um de nossos cirurgiões plásticos poderá fazer uma lipoaspiração ou lipoescultura durante a mesma cirurgia.

10 Pectus + lipoenxertia

Lipoenxertia é um procedimento cirúrgico onde é realizada uma lipoaspiração (retirada de gordura de alguma região da pessoa) daí essa gordura é “processada” e depois pode ser injetada em outros lugares do corpo.

Dependendo do formato do pectus poderemos ter a necessidade de além de corrigir as curvaturas das cartilagens, costelas e do osso esterno também a necessidade de “enxertar” gordura em áreas que ainda mantenham algum grau de depressão (afundamento). Esse procedimento pode ser realizado já durante a cirurgia do pectus ou poderá ser realizado em um segundo momento.

O Dr. Malucelli e sua equipe desenvolveram táticas e algumas técnicas cirúrgica que permitem na mesma cirurgia corrigir o pectus e fazer a lipoenxertia (em casos muito bem selecionados).

Esses procedimentos são realizados sempre em conjunto com os cirurgiões plásticos de nossa equipe.

11 Pectus Re-operações

Re-operação: pessoas que foram submetidas a uma cirurgia para correção do pectus e que não ficaram satisfeitas com os resultados podem ser submetidas a uma re-operação e obter um bom resultado estético.

Recidiva: chamamos de recidiva quando uma pessoa foi submetida a uma cirurgia do pectus e meses após houve retorno do pectus. Isso pode ocorrer por diversos motivos desde o uso de uma técnica cirúrgica inadequado para o tipo de pectus até o uso de material cirúrgico inadequado, falta de experiência do cirurgião, falta de instrumental adequado, erro no curvar a barra cirúrgica, erro no posicionamento dos fios cirúrgicos ou da barra, falta de o paciente seguir as orientações dadas para o pós operatório, alterações cicatriciais do próprio paciente, etc, etc.

O pectus “recidivado” e o pectus “não solucionado” podem ser corrigido, mas essas cirurgias somente deveriam ser realizadas por cirurgiões muito experientes pois são sempre cirurgias de difícil execução.

O que nós recomendamos para esses casos é a “Cirurgia de Malucelli”.

12 Pectus Iatrogênico e Síndromes

A-Cirurgia no Pectus Iatrogênico

Os pectus iatrogênicos são aqueles que se desenvolvem devido a um processo cicatricial em pós-operatório imediato ou tardio de cirurgias com incisão (corte) no osso esterno (como exemplo após uma cirurgia cardíaca) ou incisão entre as costelas (como exemplo após uma cirurgia torácica, pulmonar ou na pleura), ou após um trauma com fratura de múltiplas costelas.

Especificamente nos pectus iatrogênicos poderá haver necessidade da retirada de um segmento de algumas cartilagens ou costelas, bem como do osso esterno que estejam comprometidos com pseudoartroses ou osteomielite, ou que sejam foco de dor crônica. Pode ou não haver necessidade de se colocar uma placa / barra cirúrgica (órtese) para essa correção. A cicatriz será no mesmo lugar da cirurgia feita anteriormente.

O que nós recomendamos para esses casos é a “Cirurgia de Malucelli”.

B – Cirurgia do Pectus nas Síndromes

Pectus + Síndrome de Poland: é rara e afeta a região torácica com deformidade da parede torácica – pectus, sindactilia dos dedos (membranas), trato gastrointestinal anormal, ausência do músculo peitoral maior, braquidactilia (dedos curtos), dextrocardia, hérnia diafragmática, hipoplasia ou agenesia de mamilos. É detectada principalmente no lado direito do corpo e tem maior incidência em pacientes do sexo masculino.

A incidência é estimada entre um em 7000 para um em 100 000 recém-nascidos.

As imagens mostram a síndrome de Poland (falta o músculo peitoral) seta azul e na mulher existe também alteração da mama.

Pectus + Síndrome de Marfan, é uma desordem do tecido conjuntivo caracterizada por membros anormalmente longos (aracnodactilia). A doença também afeta outras estruturas do corpo, deformidade no tórax – pectus, alterações das válvulas cardíacas e dilatação da aorta (presentes em 83% dos doentes), maior o risco de complicações. As mais frequentes são as oculares (luxação do cristalino, miopia, catarata, glaucoma e descolamento da retina) as cardíacas (dilatação do arco aórtico, 84%, prolapso da válvula mitral, 58%) e as ósseas (escoliose, 44%, pectus excavatum em 68%, pé plano, 44%).

É identificada em aproximadamente 1 em 5000 indivíduos.

Pectus + Síndrome de Jeune (distrofia torácica asfixiante): é uma doença autossômica recessiva caracterizada por uma displasia óssea com costelas curtas caracterizada por um tórax estreito, membros curtos e alterações radiológicas esqueléticas, incluindo aspeto em “tridente” dos acetábulos e alterações metafisárias com variadas anormalidades como: deformidade na parede torácica – pectus, pancreática, cardíaca, hepática, renal e da retina. Esses pacientes apresentam policondrodistrofia com costelas largas, curtas, horizontais e junções costocondrais irregulares levando a uma caixa torácica rígida e reduzida com grau de injúria respiratória variado.

A incidência anual à nascença é desconhecida, mas está estimada em 1-5/500,000.

A imagem abaixo mostra a síndrome de Jeuno (tórax asfixiante)

Pectus + Outras associações: A pessoa além de apresentar um pectus também pode ser portadora de outras doenças como: defeitos na coluna (ocorre em até 26% dos casos), síndromes e miopatias (18,4%), associação com doenças cardíacas congênitas (0,2 a 1,5%), síndrome de Poland, alterações nos músculos, alterações na(s) mama(s), doenças genéticas, etc.

O Dr. Malucelli e sua equipe estão preparados para corrigir o pectus quando associado com outras doenças ou síndromes e para isso contamos com equipe de cirurgião cardíaco, cirurgião plástico, mastologista, pneumologista adulto e infantil, geneticista, fisioterapeutas e ortopedistas.

Nos diversos pectus que foram descritos acima na grande maioria das vezes são recomendadas cirurgias realizadas com cicatriz na frente do tórax pois essas permitem mais versatilidade nas correções. Cirurgias com cicatrizes laterais (como com a técnica de Nuss) dificilmente darão bons resultados e em nossa opinião não devem ser realizadas na maioria desses casos.

Veja mais em “Cirurgia de Malucelli”

13 Pectus + doença cardíaca

Caso o paciente de pectus também seja portador de alguma doença cardíaca, o Dr. Malucelli promove uma discussão com o cardiologista, pneumologista e o cirurgião cardíaco de nosso grupo e se for possível podemos solucionar tudo na mesma cirurgia.

Veja mais em “Inovações Dr. Malucelli”