Palavras do Dr. Malucelli

Se você der uma rápida navegada em meu site perceberá que nos últimos 31 anos eu me especializei nos diversos tratamentos de todos os tipos de pectus /deformidades do tórax (excavatum, carinatum, mixto, iatrogênico, associações,  re-operações, etc) – benignas e também das malignas.

Tudo o que está escrito nesse site foi meticulosamente escolhido e escrito por mim. Durante minha trajetória no tratamento dos pectus senti a necessidade e desenvolvi equipamentos para usar nas cirurgia e também materiais para comprimir alguns tipos de pectus sem ser necessária uma cirurgia.

Nas cirurgias de pectus, selecionei, desenvolvi e agrupei aproximadamente 8 técnicas cirúrgicas e que, ou foram desenvolvidas por nós nos últimos 31 anos de prática, ou que escolhemos dentre as mais de 20 técnicas descritas na literatura médica mundial. A essas técnicas chamamos de “técnica de Malucelli“. elas podem ser utilizadas para tratar todos os tipos pectus, “veja mais detalhes abaixo”.

Desenvolvi também táticas e algumas técnicas para operar os pectus e fazer ao mesmo tempo algumas cirurgias associadas como: pectus + próteses de mamaspectus + diminuição da cintura, pectus + músculos peitorais, pectus + diminuição das clavículas, pectus + diminuição do manúbrio esternal, pectus + doença cardíaca, pectus +  lipomastia e/ou ginecomastia, pectus + próteses de músculos peitorais, pectus + lipoaspiração e/ou lipoescultura.

Criei e/ou melhorei materiais cirúrgicos para possibilitar a realização de todos os tratamentos descritos acima.

Participo dos principais congressos nacionais e mundiais dessa área onde o evento mais conhecido é promovido pelo grupo de interesse da parede torácica “Chest Wall International Group” (CWIG) onde trocamos e-mails com os mais renomados cirurgiões sobre casos clínicos/cirúrgicos complexos e suas soluções.

Veja mais sobre minha experiência.

O Dr. Malucelli tem atualmente uma das maiores experiências Brasileiras e mundiais na realização das cirurgias para os diversos tipos de pectus (deformidades torácicas). Ele iniciou sua atuação em 1991 e já realizou mais de 460 intervenções até hoje.

A Cirurgia com a “técnica de Malucelli”

A cirurgia é realizada com cicatriz na “frente” do tórax e tem aproximadamente 13 centímetros (dependendo da estatura de cada pessoa e localização das curvaturas do pectus, ou se já foi ou não operado).

Em homens, a cicatriz fica preferencialmente no sentido longitudinal (de cima a baixo na região anterior do tórax), pois essa é uma cicatriz mais “masculina” e evita que ocorram “dobras” da pele abaixo dos músculos peitorais caso a pessoa engorde ou hipertrofie seus músculos.

Em mulheres nós recomendamos que a cicatriz fique no sentido transversal (abaixo dos seios), pois os seios/sutiã /biquini irão cobrir a cicatriz.

O nosso objetivo é corrigir as curvaturas das cartilagens costais (condroplastias) defeituosas, do osso esterno e dos ossos das costelas (osteoplastias). Para isso nós desenvolvemos materiais cirúrgicos específicos que nos permitem realizar microtorções e microrotações dessas estruturas do corpo. Nós não retiramos as cartilagens defeituosas como na técnica de Ravith.

Utilizamos fios cirúrgicos absorvíveis que são colocados em pontos estratégicos servindo como ponto central uma barra/placa cirúrgica que é curvada durante a cirurgia possibilitando corrigirmos qualquer tipo de curvatura / protrusão ou afundamento do tórax tanto nos pectus excavatum, carinatum, mixto quanto nos simétricos e nos assimétricos.

Durante a cirurgia quando há necessidade de corrigir outras estruturas como as mamas, parede abdominal, localização da implantação dos músculos peitorais ou as cabeças das clavículas essa técnica permite isso.

Vantagens

  • Cirurgia menos invasiva pois é realizada somente na região superficial do tórax.
  • Soluciona qualquer tipo de pectus (excavatum, carinatum, mixto) tanto simétricos quanto os assimétricos com grande precisão e a cirurgia pode ser realizada em pacientes de qualquer idade.
  • Utilizamos técnicas de cirurgia plástica durante toda a cirurgia e isso faz com que a cicatriz fique menos perceptível.
  • Pós-operatório menos doloroso e a barra/placa utilizada fica ao nível das costelas e não dentro da cavidade torácica e, não precisa ser retirada.

Desvantagens

  • Gera cicatriz na pele de aproximadamente 13 centímetros.