Percebi que atualmente muitos pacientes e seus familiares fazem pesquisas na internet e acabam encontrando alguns tratamentos para os diversos tipos de pectus mas acabam com grande dificuldade em saber se esses tratamentos funcionam e se estão ou não disponíveis no Brasil. Por isso desenvolvi essa seção:

Matrix Rib

São placas que podem ser utilizadas tanto no tratamento dos pectus como e especialmente em tratamento de deformidades torácicas que ororreram devido a fraturas de costelas ou em pós operatórios de tumores da parede torácica ou de outros órgãos (pulmão, mama, mediastino) mas que invadiram a parede torácica. Esse equipamento está disponível e aprovado para o uso no Brasil e eu já o utilizo em casos selecionados. Veja como é uma cirurgia utilizando a Matrix Rib.

Taulinoplastia

Essa é uma cirurgia que foi desenvolvida com o intuito de tratar os pectus excavatum. Ela é realizada com anestesia geral e uma incisão (corte) na região anterior do tórax. Através da incisão o equipamento “ metálico” é parafusado lentamente ao osso esterno e com isso deverá haver a correção das curvaturas do tórax.

O paciente deve ficar internado por período que varia até 5 dias e depois voltará para suas atividades do dia a dia. O equipamento pode ou não ser retirado com uma outra cirurgia passados 12 a 24 meses.

Esse equipamento ainda não está aprovado para uso no Brasil mas eu considero que essa técnica é muito promissora e estou em contato com o fabricante para assim que possível trazer essa técnica para o Brasil. Aqui você encontra um vídeo sobre o funcionamento do dispositivo.

Magnetic mini-mover procedure

Técnica desenvolvida por um grupo americano e ainda em fase experimental. É realizada uma pequena incisão cirúrgica na pele e é fixado com parafusos, no osso esterno, um pequeno fragmento metálico após isso a pele é suturada (fechada com pontos cirúrgicos) . Depois o paciente usa um tipo de colete externo com um imã. Esse imã atua puxando o fragmento metálico e consequentemente puxa o osso esterno com o intuito de corrigir o pectus excavatum.

Cicatriz lateral para pectus carinatum

Nessa técnica cirúrgica utiliza-se duas incisões de 5 centímetros nas laterais do tórax e é passado um introdutor que cria um túnel (na região superficial do tórax) por onde será passada uma barra cirúrgica. Esta é comprimida, desfazendo o pectus carinatum, e então fixada nas costelas.

Essa cirurgia já está disponível e aprovada para ser realizada no Brasil e eu já a realizo.

Técnica em X

Recentemente demostrada, essa técnica permite corrigir os pectus excavatum que apresentam elevação dos rebordos utilizando cicatrizes laterais, vídeo-cirurgia e colocação de 2 barras cirúrgicas em X.

Essa cirurgia já está disponível e aprovada para ser realizada no Brasil e eu já a realizo em casos muito bem selecionados e na dependência da flexibilidade e da curvatura das costelas do paciente.

Veja mais sobre os tratamentos cirúrgicos do pectus